28 August 2007

O que é que é mais rídiculo?

Hipótese 1: O desconhecimento das regras de Futebol Profissional por parte do homem que foi considerado o melhor árbitro Português em 2006/2007?
Hipótese 2: O silêncio, a inércia e a apatia com que a Direcção e a Equipa Técnica do Sporting estão a tratar o lance decisivo do jogo no Dragão?
Para quem não sabe do que é que eu estou a falar, leiam estas declarações do Pedro Proença à Antena 1 e confrontem-nas com as Leis do jogo apresentadas pela APAF (página 37 deste PDF).
É impressionante terem de ser os jogadores e os simples adeptos a reagir ao erro muito grave que aconteceu no domingo à noite. Parece que para as entidades competentes está tudo normal, enquanto nós, o zé povinho, é que temos que arcar com as consequências.

4 comments:

PPA said...

Corporativismo saloio: ao menos que se confesse e comungue!

Ainda ontem EXIGI que Vítor Pereira aplicasse um severo castigo ao árbitro que não sabe as leis ou que as cozinha á sua maneira (Pedro Proença); mas o eterno Corporativismo saloio deu em quase nada.
Pronto, o Proença lá levou um castigo “disfarçado”, vai apitar a Fátima; o que não deixa de ser irónico, pois sempre se pode confessar e arrepender dos seus pecados. Duvido é que seja absolvido, mas não faz mal pois já foi BENZIDO, ABENÇOADO e VACINADO pelo Papa das Antas.

Nomeações para a 3ª Jornada:
Sporting - Belenenses, Carlos Xistra (Castelo Branco)
Nacional - Benfica, Bruno Paixão (Setúbal)
União de Leiria - FC Porto, João Vilas Boas (Braga)
Marítimo - Académica, Paulo Costa (Porto)
Naval 1.º Maio - Vitória de Setúbal, Cosme Machado (Braga)
Sporting de Braga - Estrela da Amadora, Rui Costa (Porto)
Paços de Ferreira - Boavista, Paulo Paraty (Porto)
Leixões - Vitória de Guimarães, Paulo Baptista (Portalegre)

Por agora não vou adiantar mais nada, apesar deste XISTRA ser um velho conhecido dos Leões.
Quanto ao resto, parece mesmo que Camacho e o Benfica vão finalmente ganhar um jogo e que o Porto vai continuar a “olhar para baixo”.

PPA said...

Arbitragem, ao Raio X, José Leirós
No F. C. Porto-Sporting aconteceu um lance e uma decisão do árbitro Pedro Proença que tiveram influência no resultado. Polga faz um corte da bola, Tonel deixa-a passar para o guarda-redes Stojkovic que a agarra. Proença considera atraso deliberado e marca livre indirecto. A Lei 12 - Faltas e Comportamento Antidesportivo - diz que um pontapé livre indirecto será concedido à equipa adversária do guarda-redes que, dentro da grande área, cometa uma das quatro faltas seguintes manter a bola em seu poder durante mais de seis segundos; tocar uma nova vez a bola com as mãos depois de a ter soltado, sem que ela tenha sido tocada por outro jogador; tocar com as mãos uma bola vinda directamente de um lançamento lateral efectuado por um colega de equipa; tocar a bola com as mãos vinda de um passe atirado deliberadamente com o pé por um colega de equipa. Ora, não foi isso que aconteceu no Dragão. Polga fez um corte, não atrasou deliberadamente a bola para Stojkovic. O presidente da Comissão de Arbitragem da Liga deve agir e explicar se esta e outras decisões foram correctas, como fez Keith Hackett, responsável pelos árbitros em Inglaterra, que afastou o juiz Rob Styles das jornadas seguintes e ambos reconheceram o erro no Liverpool-Chelsea (penálti mal assinalado). Proença falhou demasiado técnica e disciplinarmente e deve sair da equipa. Assim, os amantes do futebol perceberão que árbitro errou e que os erros têm consequências. Até para que os objectivos da Liga - mais espectáculo, mais espectadores, mais credibilidade e mais ética - não sejam colocados em causa.

Anonymous said...

O que é mais vergonhoso é um dito jornalista chamado Rui Santos ter iniciado novamente uma guerra com Paulo Bento porque o treinador assumiu que este lance podia ter sido resolvido de outra forma. para este senhor, Paulo Bento crucificou o seu guarda-redes. Se porventutura, a sua posição fosse ao contrário logo argumentaria que Paulo bento se tinha contradizido com a sua reacção no banco, quando o lance se deu.
Fico à espera (sentado confortavelmente) de um contador semelhante ao que usou para avaliar até quando o Sporting vendia uma das suas joias, para os jogadores Lucho e Quaresma do Porto, pois o seu presidente também disse publicamente que não os vendia.

Anonymous said...

alguém que tenha no minimo 1 milimetro de cerebro, tem duvidas que no que diz respeito a arbitos nada pode melhorar.estes srs.não têem capacidade para o efeito(arbitrar com honestidade).deviam era reformar-se jà --Ponham-se a andar.Venham outros sem sufismas.viva o SCP.